A sensibilidade discreta de Reescrevendo Sonhos

Quando peguei o exemplar de Reescrevendo Sonhos nas mãos, senti um friozinho na barriga.

Primeiro porque a Marcia Dantas, autora da obra, é uma amiga querida, o que me permitiu acompanhar todo o processo de lançamento do livro e torcer por seu sucesso. E é claro que isso cria uma responsabilidade extra na hora de fazer a resenha: é preciso deixar o coração de lado e vestir o manto sagrado da sinceridade. Mas não só isso.

Fonte: Detalhe da capa – Reprodução

Para uma pessoa que praticamente só lê fantasia, romance de época e aventura, uma história cotidiana como Reescrevendo Sonhos é um desafio. Como assim não tem mágica? Não tem sangue? Não tem anáguas? Não tem duendes azuis que se escondem no celeiro?

Só que, para a minha eterna surpresa, é justamente esse clima de normalidade, de cotidiano e de rotina que torna Reescrevendo Sonhos um livro tão peculiar.

Leia Mais


TBS entrevista: Ridículas Cartas de Amor

Sofrer por amor, quem nunca?

A proposta da Antologia Ridículas Cartas de Amor é bem interessante: reviver os maiores clichês românticos sob nova roupagem, num viés inclusivo, atual e sobretudo humano. São 13 contos que percorrem cada recanto desse sentimento tão antigo e revelador. Afinal, acompanhar o desenrolar dessas histórias é também perceber o que nos forma como pessoas, nossas sutilezas e temores.

"Todas as cartas de amor são ridículas" Fonte: richardandnamaste.com - Reprodução

“Todas as cartas de amor são ridículas” Fonte: richardandnamaste.com – Reprodução

No caso de antologias, costumo fazer uma resenha em formato de entrevista, pois é quase impossível falar sobre histórias de três ou quatro páginas sem praticamente entregar o enredo inteiro. Até porque, acho mais bacana discutir sobre as ideias que originaram a temática da coletânea. Com Ridículas Cartas também seguiremos este modelo, mas com uma pequena alteração.

Achei que uma só voz não seria o suficiente pra representar uma obra tão plural. Então acabei convidando várias das autoras para uma espécie de “mesa redonda”. Nosso foco seria tentar definir conceitos e compreender os fatores que fizeram o Ridículas Cartas adquirir a cara e a personalidade que o livro apresenta hoje. Muitas das participantes são também colegas minhas do Valquírias (incluindo a Marcia, organizadora da antologia e meu braço direito nessa empreitada), e por isso foi um prazer enorme poder ouvir um pouco mais da opinião de cada uma delas.

Leia Mais


TBS entrevista: Davi Paiva – Antologia Poderes

“Nenhum autor foi ferido durante o processo de criação da antologia. Todos foram instruídos, motivados e mereceram a aprovação.”

Fonte: Autoria própria - Reprodução

Fonte: Autoria própria – Reprodução

Dia desses o carteiro deixou uma surpresinha na minha porta: um exemplar da Poderes, antologia organizada pelo Davi Paiva (o grande responsável por eu acabar conhecendo a Márcia, meu braço direito no projeto Valquírias).

O livro, publicado pela Darda, reúne um total de 24 contos. Cada uma dessas histórias gira em torno da seguinte questão: o que você faria se tivesse um dom fantástico que o tornasse diferente de outras pessoas?

Leia Mais


Como o Wattpad está ajudando (e atrapalhando) o autor independente

O Wattpad é uma plataforma online para compartilhamento gratuito de histórias. A comunidade de autores/leitores surgiu em 2007 através de uma colaboração entre Allen Lau e Ivan Yuen, hoje contando com milhares de usuários por todo o mundo que compartilham, lêem e votam em um acervo invejável de textos.

E embora a maior parte das pessoas conheça ou pelo menos já tenha ouvido falar do Wattpad, poucos estão cientes do impacto que a ferramenta tem causado na vida de autores independentes, aqueles que trabalham sem a proteção de um selo editorial. Não, não é um mar de rosas. E é sobre as transformações vividas por este segmento que vamos falar hoje.

Fonte: publishersweekly.com - Reprodução

Fonte: publishersweekly.com – Reprodução

Leia Mais