#LendoSandman – Estação das Brumas

O texto a seguir pode conter spoilers de: Sandman – Estação das Brumas. Depois não diga que eu não te avisei…

Chegamos ao quarto arco de Sandman! E definitivamente, temos muito o que conversar.

Fonte: www.endless.hu - Reprodução

Fonte: www.endless.hu – Reprodução

Estação das Brumas é a primeira “peça chave” de Sandman, pois ao mesmo tempo em que cria um desfecho para o trágico relacionamento de Sonho e Nada (que acompanhamos, inclusive nas entrelinhas, em todos os arcos anteriores), também insere na narrativa uma série de elementos e ganchos, abrindo um mundo de possibilidades para os arcos seguintes. Em Estação das Brumas, temos a primeira grande guinada da história.

Este arco foi o mais recheado de referências até o momento, e também o mais voltado para a reflexão. A começar pelo surgimento de Destino, o mais antigo dos Perpétuos.

Leia Mais


#LendoSandman: Terra dos Sonhos

O texto a seguir pode conter spoilers de: Sandman – Terra dos Sonhos. Depois não diga que eu não te avisei…

Aos quarenta e cinco do segundo tempo, no último dia de prazo, eis que sai o post do desafio de leitura conjunta #LendoSandman para o terceiro arco da série, Terra dos Sonhos.

Fonte: io9.gizmodo.com - Reprodução

Fonte: io9.gizmodo.com – Reprodução

Este é um arco curto, de apenas quatro edições, cada uma trazendo uma história distinta e não muito relacionada com os arcos anteriores. No entanto, Terra dos Sonhos tem um propósito bem definido: compreender o sonhar, o poder dos símbolos e a natureza dos Perpétuos. É um arco que aprofunda nossa base conceitual da história, preparando o leitor para o que vem a seguir. Uma espécie de quebra narrativa para que possamos ganhar a bagagem necessária.

Leia Mais


#LendoSandman: A Casa de Bonecas

O texto a seguir pode conter spoilers de: Sandman – A Casa de Bonecas. Depois não diga que eu não te avisei…

Hoje estou de volta com o desafio #Lendo Sandman, dessa vez analisando o segundo arco, A Casa de Bonecas, que cobre as edições de 09 a 16.

E, gente, como é possível ter tanta coisa pra dizer sobre uma obra que é basicamente composta de figuras e com tão pouco texto? Embora Prelúdios e Noturnos tenha sido bastante satisfatório, foi A Casa de Bonecas que me tornou uma verdadeira fã de Sandman. Foi onde pude sentir a genialidade de Gaiman trabalhando por trás dos panos. Foi onde senti que a história tratava sobre algo bem maior, além de ter conseguido dialogar naturalmente com as ilustrações e o estilo narrativo das HQs.

Fonte: DC Vertigo – Reprodução

Leia Mais


#LendoSandman: Prelúdios e Noturnos

O texto a seguir pode conter spoilers de: Sandman – Prelúdios e Noturnos. Depois não diga que eu não te avisei…

Uma das minhas resoluções para o blog esse ano era abordar o mundo das histórias em quadrinhos dentro dos posts. Veja bem, eu não entendo nada de quadrinhos. Eu fui aquela criança que parou no gibi da Turma da Mônica e dali partiu direto para os livros sem nunca olhar pra trás.

Porém, ignorar o mundo dos quadrinhos, ainda mais nos dias de hoje, é ficar de fora de uma parte importante da literatura fantástica e das tendências da cultura pop. As HQs conquistaram um espaço sólido, sendo responsáveis por adaptações cinematográficas, séries e muitos outros produtos. Muitos nomes de peso estão por lá, gente que sabe contar histórias como ninguém. Vira e mexe recebo recomendações de algum leitor. Então, resolvi que era hora de descobrir o que eu estava perdendo.

Pensei bastante sobre por onde começar, sobre qual título escolher para minha grande iniciação, mas foi o acaso que acabou colocando um ponto final nas minhas dúvidas.

Fonte: dcentertainment.com - Reprodução

Fonte: dcentertainment.com – Reprodução

Leia Mais